Saúde do Trabalho

CAT: saiba o que é a Comunicação de Acidente de Trabalho

10/07/2023
CAT: saiba o que é a Comunicação de Acidente de Trabalho
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Na complexa trama que envolve as relações de trabalho, existem diversos aspectos que precisam ser considerados para garantir que todos os envolvidos estejam protegidos e seguros. Dentre as diversas leis, regulamentos e normas que regem essas relações, existe uma que é de fundamental importância, mas que muitas vezes é negligenciada ou mal compreendida – a Comunicação de Acidente de Trabalho, mais conhecida pela sua sigla, CAT.

Este documento, apesar de sua importância, muitas vezes não é dado o devido valor, seja por desconhecimento, seja por negligência. Contudo, a falta de atenção à CAT pode resultar em graves consequências para todos os envolvidos, principalmente para o trabalhador.

Neste artigo, iremos nos aprofundar no universo da CAT. Iremos desvendar os mistérios por trás deste documento tão importante, esclarecendo suas funções, sua importância, e como ele deve ser tratado nas relações de trabalho. Quer você seja um trabalhador, um empregador ou um profissional de saúde e segurança do trabalho, este artigo é para você.

O que é CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho)?

A CAT, ou Comunicação de Acidente de Trabalho, é um formulário que deve ser preenchido em caso de acidente de trabalho ou doença ocupacional. Essa comunicação é uma obrigação legal do empregador, prevista no artigo 22 da Lei nº 8.213/91, e deve ser feita ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Um acidente de trabalho pode ser entendido como qualquer situação em que o trabalhador sofre uma lesão, temporária ou permanente, que ocorre durante o exercício de sua atividade. Já a doença ocupacional é aquela adquirida ou desencadeada em função das condições de trabalho.

Para que serve?

A CAT serve para informar ao INSS a ocorrência de acidente de trabalho ou doença ocupacional. A partir dessa comunicação, o trabalhador acidentado ou doente passa a ter direito a certos benefícios previdenciários, como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, pensão por morte e auxílio-acidente.

Além disso, a CAT também serve para que sejam tomadas medidas de prevenção, evitando que novos acidentes ocorram no mesmo local ou sob as mesmas condições. Afinal, a segurança do trabalhador deve ser sempre uma prioridade.

Quando emitir?

A CAT deve ser emitida sempre que ocorrer um acidente de trabalho ou quando for diagnosticada uma doença ocupacional. O prazo para a emissão é de um dia útil após a ocorrência do acidente ou após o diagnóstico da doença.

Vale ressaltar que a emissão dela é obrigatória mesmo em casos de acidentes sem afastamento do trabalho. O importante é registrar a ocorrência para fins de controle e prevenção.

Tipos de CAT

Existem três tipos de CAT, que são:

  1. CAT inicial: é a primeira comunicação feita após o acidente ou diagnóstico da doença. É a mais comum e a que inicia o processo de reconhecimento do acidente ou doença como de trabalho.
  2. CAT de reabertura: é emitida quando o trabalhador, depois de retornar ao trabalho, apresenta sequelas que exigem afastamento. Ela serve para reativar o benefício previdenciário.
  3. CAT de comunicação de óbito: é emitida no caso de o trabalhador vir a falecer por causa do acidente ou da doença ocupacional.

Conclusão

A Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) é um instrumento fundamental para proteger os direitos do trabalhador e para promover um ambiente de trabalho seguro. Conhecer seus aspectos é importante para empregadores e trabalhadores, pois ajuda a garantir que os direitos dos trabalhadores sejam protegidos e que as condições de trabalho sejam constantemente avaliadas e melhoradas.

O preenchimento e envio da CAT é uma obrigação do empregador e deve ser realizado sempre que ocorrer um acidente de trabalho ou doença ocupacional. Mesmo que não haja afastamento, é importante que todos os incidentes sejam registrados para fins de controle, prevenção e garantia dos direitos dos trabalhadores.

Lembrando que a prevenção é sempre o melhor caminho. Investir em treinamento, equipamentos de segurança e boas práticas de trabalho pode evitar muitos acidentes. Mantenha o diálogo aberto com os trabalhadores sobre segurança no trabalho e procure sempre melhorar as condições de trabalho.

A segurança no trabalho é uma responsabilidade de todos. Conhecer e entender a CAT é um passo importante para garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável.

plugins premium WordPress