Saúde do Trabalho

Periculosidade: o que é, importância e quem tem direito?

06/12/2023
Periculosidade: o que é, importância e quem tem direito?
Fique por dentro

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

No universo do trabalho, a periculosidade é um conceito que transcende setores e profissões, destacando-se como um aspecto crucial para a saúde e segurança dos trabalhadores.

Este termo, muitas vezes envolto em interpretações variadas, refere-se essencialmente à exposição a riscos que podem comprometer de maneira significativa a integridade física e psicológica dos profissionais.

Reconhecer e compreender esses riscos é um passo fundamental para desenvolver práticas de trabalho mais seguras e responsáveis, garantindo a proteção e o bem-estar dos trabalhadores.

Neste artigo, vamos explorar os diferentes aspectos da periculosidade, iluminando sua relevância no contexto laboral contemporâneo.

O que é periculosidade?

A periculosidade é um termo utilizado para descrever a exposição do trabalhador a condições ou atividades de risco que podem colocar em perigo sua saúde e segurança. Essas atividades envolvem a possibilidade de ocorrência iminente de acidentes graves, como explosões, incêndios, eletricidade, radiações ionizantes, substâncias químicas e outras situações de alto risco.

Legislação sobre periculosidade

No Brasil, a periculosidade é regulamentada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), mais especificamente em seu artigo 193. De acordo com a legislação, os trabalhadores que exercem atividades consideradas perigosas têm direito a receber um adicional de remuneração de 30% sobre o salário base.

Além da CLT, existem algumas normas regulamentadoras específicas que abordam os requisitos e medidas de segurança para prevenir acidentes e doenças ocupacionais em atividades perigosas, como a NR-16, que trata especificamente do adicional de periculosidade.

Direitos do trabalhador exposto a atividades perigosas

Os trabalhadores que estão expostos a atividades perigosas têm direitos garantidos para garantir sua segurança e bem-estar. Além do adicional de periculosidade mencionado anteriormente, esses direitos incluem:

  1. Equipamentos de proteção individual (EPIs): Os empregadores têm a obrigação de fornecer aos trabalhadores os equipamentos de proteção adequados para o desempenho de suas atividades.
  2. Treinamento em segurança: Os trabalhadores devem receber treinamento adequado sobre as medidas de segurança que devem ser adotadas para evitar acidentes e lesões.
  3. Jornada de trabalho reduzida: Em certas situações, é possível que o trabalhador exposto a atividades perigosas tenha direito a uma jornada de trabalho reduzida como medida de proteção.
  4. Estabilidade no emprego: O trabalhador que exerce atividades perigosas tem direito a estabilidade no emprego durante o período em que estiver exposto a riscos.

Benefícios garantidos aos trabalhadores em atividades de risco

Além dos direitos mencionados, os trabalhadores expostos a atividades perigosas têm direito a alguns benefícios adicionais para garantir sua segurança e proteção financeira. Esses benefícios incluem:

  1. Adicional de insalubridade: Além do adicional de periculosidade, o trabalhador pode ter direito a receber um adicional de insalubridade caso esteja exposto a condições de trabalho prejudiciais à sua saúde.
  2. Aposentadoria especial: Após um determinado período de exposição a atividades perigosas, é possível que o trabalhador tenha direito à aposentadoria especial, que permite uma redução no tempo necessário para se aposentar.
  3. Indenização por acidente de trabalho: Caso ocorra um acidente de trabalho que cause danos à saúde ou invalidez permanente, o trabalhador tem direito a receber indenizações por danos físicos e psicológicos.

Como comprovar a exposição ao perigo?

Para receber os benefícios e direitos relacionados à periculosidade, é necessário comprovar a exposição efetiva do trabalhador ao perigo. Existem diversas formas de comprovação, incluindo:

  • Registro de acidentes de trabalho;
  • Laudos técnicos de segurança;
  • Exames médicos ocupacionais;
  • Documentação que comprove a atividade desempenhada.

É fundamental que o trabalhador mantenha esses documentos de forma organizada e atualizada, pois serão necessários para solicitar os benefícios aos quais tem direito.

A importância da prevenção de acidentes no ambiente de trabalho

Embora a legislação e os benefícios relacionados à periculosidade sejam fundamentais para garantir a proteção do trabalhador, é fundamental frisar a importância da prevenção de acidentes no ambiente de trabalho. As empresas devem adotar medidas de segurança adequadas, oferecer treinamentos, fornecer equipamentos de proteção e adotar práticas que visem minimizar os riscos e proteger a integridade física e mental de seus colaboradores.

A prevenção de acidentes não só garante a segurança dos trabalhadores, mas também evita custos para as empresas, como afastamentos, indenizações e danos à imagem. É um investimento essencial para promover um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Conclusão

A periculosidade é uma questão importante no ambiente de trabalho, garantindo direitos e benefícios aos trabalhadores expostos a atividades de risco. É fundamental que os colaboradores conheçam seus direitos e estejam conscientes das medidas de prevenção de acidentes.

Da mesma forma, as empresas devem cumprir a legislação e adotar práticas que visem proteger a saúde e segurança de seus funcionários. A valorização da segurança é essencial para garantir um ambiente de trabalho saudável e produtivo para todos.

plugins premium WordPress